AMO.TE

4 02 2016

AMO.TE foi o título que demos a um workshop relativo ao Dia dos Namorados que aconteceu na Biblioteca Escolar, no dia 4 de fevereiro. Dinamizou o workshop a Ana Cláudia Souza que propôs a execução de embalagens para chocolates e bombons. Participou a turma do 8º B e algumas alunas de turmas do 7º ano.

Em cima das mesas o papel craft, algumas folhas de cartolina vermelhas e brancas, pacotes vazis de leite, colas, tesouras, esperavam pelos nossos “artistas”. De olhos postos na Ana Cláudia e atentos às indicações que lhes ia dando e à demonstração que ia fazendo, todos arregaçaram as mangas e puseram mãos à obra.

E que obra!

fotos ana

À Ana aqui deixamos o nosso grande obrigado!

Anúncios




Semana do Artesanato

26 04 2014
cartaz_artesanato                                                                                                          Autoria: Ângela Tareco

Com o mês de maio à porta, chega o Dia do Artesão e a Semana do Artesanato. Como habitualmente, a BE convidou docentes no ativo e aposentados, não docentes, encarrgeados de educação e elementos da comunidade local para esta Mostra de Artesanato. Este ano juntaram-se a nós mais três “artesãs”, que dedicam muitas horas do(s) seu(s) dia(s) ao trabalho manual, usando e abusando da criatividade, horas muito gratificantes, retemperadoras, que as ajudam a descontrair e a aliviar do stress do quotidiano.

O artesanato é tão antigo quanto a história da humanidade. Surgiu com a necessidade de transformar os elementos que o Homem encontrava ao seu redor. Segundo as pesquisas arqueológicas, os primeiros artesãos surgiram no período neolítico (6.000 a.C),  quando o homem aprendeu a polir a pedra, fabricar a cerâmica e a tecer fibras animais e vegetais. Utilizava pigmentos naturais para a pintura e tingimento e dominava técnicas de cestarias em fibras naturais e de cerâmica. Durante o século XI, o artesanato passou a ser visto também como uma profissão;ser artesão, foi uma profissão bastante considerada e respeitada. Com a Revolução Industrial, no século XIX, o artesanato passou por um longo período de desvalorização. A sua importância  foi resgatada com iniciativas como as de William Morris, fundador do grupo de Artes e Ofícios, objetivando valorizar o trabalho artesanal e identificar o artesão como um produtor de objetos intrinsecamente ligados à cultura popular. Considerado património cultural, o artesanato é feito a partir de materiais típicos de cada lugar (sementes, missangas, cerâmica, madeiras, conchas, …). Aos poucos, outros materiais têm sido incorporados na atividade, – plástico, vidro, cortiça, papel, tecido, cápsulas de café -, reciclando e criando um artesanato sustentável.

Visita a Mostra de Artesanato! Vem à BE!





Family tree

12 03 2014

A Professora de Inglês, Cristina Bento, propôs aos alunos das turmas E, J e L do 5.º ano a construção das suas árvores genealógicas. Os trabalhos produzidos estiveram expostos na BE e chamaram a atenção de miúdos e graúdos pela criatividade, pela graça, pela diversidade.

family tree

Belo trabalho! A todos os que se envolveram e participaram, aqui deixamos os nossos parabéns. Também a professora os merece.





Livros-objeto

20 02 2014

17 de fevereiro, das 15H00 às 18H30, Martinho Torres, o escritor, o criador, o autor e o editor esteve na nossa escola, para nos apresentar a sua obra. Entrou de rompante na Biblioteca acompanhado pelo Rui Grazina da Divisão de Educação da CMS. Às costas trazia a sua guitarra, nas mãos, uma caixa com exemplares dos seus livros e dois painéis roll-up que identificavam a editora, Neoma Produções, Livros com Arte.

Richard Towers, pseudónimo de Martinho Torres, é considerado como uma das cinco melhores ideias nacionais no campo da inovação, o que o distinguiu como um dos mil portugueses mais promissores e engenhosos dos nossos dias.

Confessou-nos que desde muito cedo, sentiu a atração pelos livros e se deixou hipnotizar pela magia da leitura.  “Somos aquilo que lemos”, afirma.

Já foi professor de Português e Francês, mas outros valores mais altos se alevantaram e trocou a arte de ensinar pela arte da escrita e da música.

Pela Biblioteca passaram as turmas do 7.º D, 8.º D, 8.º E e 8.º F, que se deixaram seduzir pelas palavras do escritor e deixaram a admiração estampar-se nos seus rostos. Livros-objeto? Nunca tinham visto nem ouvido falar.

Acompanhado da sua guitarra, o escritor veio divulgar os seus três livros-objeto. Começou por se apresentar, dando-se a conhecer. Foi professor de Português e de Francês, mas a escrita é a sua atual atividade. Criou a sua própria editora, a Neoma Produções que suporta o seu projeto inovador. Com três livros-objeto publicados, o escritor contou que adotou um pseudónimo inglês, como rampa de lançamento no mercado europeu, levando o nome de Portugal além-fronteiras. Além da Europa, Martinho Torres está a negociar a sua comercialização quer no Brasil quer nos Estados Unidos.

O que são os livros-objeto? São livros incorporados num objeto do nosso quotidiano como um relógio, um espelho e um tabuleiro de xadrez. A singularidade deste tipo de livro transpõe o simples ato de ler, oferecendo ao leitor a oportunidade de o utilizar noutras situações do dia-a-dia, podendo pendurar o seu livro-relógio na parede da sala ou jogar uma partida de xadrez com os seus amigos no livro-tabuleiro. A história de cada livro inspira-se no próprio objeto que o suporta.

Dedilhando a sua guitarra e com a colaboração de alguns alunos para a leitura de pequenos excertos, Richard Towers apresentou cada um dos seus livros, fascinando aqueles que o escutavam.

A todos deixou uma mensagem inspiradora: acreditar que tudo é possível e, por muitas que possam ser as desilusões e os obstáculos que encontremos, existirão sempre outros caminhos que nos permitirão chegar ao topo, alcançar o nosso fim. Foi exatamente o que ele fez, quando ao se aperceber da dificuldade que sentia para concretizar a sua ideia em Portugal, procurou fazê-lo no estrangeiro, na Alemanha, onde foi recebido de braços abertos e obteve o apoio necessário à construção do seu sonho e do sucesso.

Os alunos mostraram-se agradados, surpreendidos por ver o nosso reflexo num livro cuja capa tem um espelho integrado ou por ler uma obra que tem um relógio funcional. Martinho soube, olhar para onde nunca ninguém tinha olhado, criar algo que nunca ninguém antes criara. Foi esse ver mais além e essa capacidade de persistência que o levaram a concretizar o seu sonho, um sonho que partilhou agradavelmente connosco na biblioteca da nossa escola.

As turmas tiveram, ainda, a possibilidade de adquirir um livro autografado pelo próprio Richard Towers.

O convite para a Semana da Leitura do próximo ano está feito. Falta apenas agendar as sessões com o Richard Towers.

Para melhor conheceres o escritor e o seu projeto,  vê o vídeo da responsabilidade do Canal THE NEXT BIG IDEA.





Dia Mundial da Alimentação

16 10 2013

16 de outubro

Neste ano de 2013 e para a celebração deste dia, a FAO (Food and Agriculture Organization) selecionou o tema Sistemas Alimentares Sustentáveis para a Segurança Alimentar e Nutricional com o intuito de salientar a importância que os Sistemas Alimentares desempenham ou poderão desempenhar na alimentação humana mundial.
 
Segundo dados da FAO, atualmente cerca de 870 milhões pessoas pelo mundo apresentam desnutrição crónica, onde 165 milhões são crianças abaixo dos 5 anos de idade que nunca atingirão o seu potencial físico e cognitivo total.
Mundialmente, cerca de 2 mil milhões de pessoas apresentam deficiências vitamínicas e minerais essenciais para o bom estado de saúde, 1,4 mil milhões apresentam excesso de peso e destes 1/3 apresenta obesidade, responsável pelo aumento do risco cardiovascular, diabetes e outros problemas de saúde.
Números impressionantes.
O que podemos fazer para promover sistemas alimentares sustentáveis. Espreitámos a Ordem dos Nutricionistas e relevámos
que, por todo o mundo, os nutricionistas, na tentativa de evitar um desequilíbrio nutricional, recomendam, entre outras coisas, que alimentação seja variada, sendo este parâmetro um dos pontos fulcrais para garantir uma alimentação adequada.
Na EB 2,3 de D. Pedro IV, o dia foi assinalado com a distribuição de maçãs aos alunos, funcionários e professores, uma inciativa conjunta da Associação de Pais/Encarregados de Educação e dos professores de Ciências e com uma exposição intitulada “Alimentação com arte e sabedoria” em que os arranjos artísticos com alimentos – frutos, legumes e/ou cereais – que compõem o maior degrau da Pirâmide Alimentar, ocuparam lugar de destaque.
A BE juntou-se a esta iniciativa e expôs no seu espaço os arranjos que ali se fizeram. No slideshow que construímos, mostramos-te algumas das criações em fruta que estiveram expostas:
Click to play this Smilebox slideshow




Sinfonia da Ciência

27 08 2013

Sinfonia da Ciência é um projeto da autoria do músico John Boswell que pretende usar a música como veículo de transmissão do conhecimento científico e filosófico a um público mais afastado da área científica.  John Boswell  edita e faz montagem de clips de vídeos científicos e de palestras/entrevistas de cientistas conhecidos, adicionando música da sua autoria às frases dos cientistas, criando assim fantásticos poemas/ canções.

O quinto vídeo desta série apresenta 12 cientistas e entusiastas da ciência:  Michael Shermer, Jacob Bronowski, Carl Sagan, Neil de Grasse Tyson, Richard Dawkins, Jill Tarter, Lawrence Krauss, Richard Feynman, Brian Greene, Stephen Hawking, Carolyn Porco and PZ Myers.

We are all connected;
To each other, biologically
To the earth, chemically
To the rest of the universe atomically[Feynman]
I think nature’s imagination
Is so much greater than man’s
She’s never going to let us relax[Sagan]
We live in an in-between universe
Where things change all right
But according to patterns, rules,
Or as we call them, laws of nature[Nye]
I’m this guy standing on a planet
Really I’m just a speck
Compared with a star, the planet is just another speck
To think about all of this
To think about the vast emptiness of space
There’s billions and billions of stars
Billions and billions of specks[Sagan]
The beauty of a living thing is not the atoms that go into it
But the way those atoms are put together
The cosmos is also within us
We’re made of star stuff
We are a way for the cosmos to know itself

Across the sea of space
The stars are other suns
We have traveled this way before
And there is much to be learned I find it elevating and exhilarating
To discover that we live in a universe
Which permits the evolution of molecular machines
As intricate and subtle as we [de Grasse Tyson]
I know that the molecules in my body are traceable
To phenomena in the cosmos
That makes me want to grab people in the street
And say, have you heard this??(Richard Feynman on hand drums and chanting)
[Feynman]
There’s this tremendous mess
Of waves all over in space
Which is the light bouncing around the room
And going from one thing to the other

And it’s all really there
But you gotta stop and think about it
About the complexity to really get the pleasure
And it’s all really there
The inconceivable nature of nature

 

 





Claude Debussy

22 08 2013

O Google homenageia, hoje, o compositor francês Claude Debussy que nasceu em Saint-Germain-en-Laye, a 22 de agosto de 1862, com o doodle que recria a sua obra “Clair de Lune”.

O doodle recria uma noite do século XX, pela qual circulam carros antigos e barcos, iluminados por uma lua cheia, num cenário típico europeu, ao som de uma obra para piano de Claude Debussy, um dos maiores fundadores do movimento impressionista na música.

Desde criança sentiu uma paixão pelo piano e aos 11 anos entrou no Conservatório Musical de Paris. A formação e o talento deram origem a um dos grandes nomes do seu tempo, premiado, desde muito jovem.

O seu talento e valia da sua obra valeram-se um importante prémio, entregue pelo governo francês: foi condecorado cavaleiro da Legião de Honra.

Morreu em Paris a 25 de março de 1918, aos 55 anos, vítima de cancro.

O que é um doodle? É um esboço, um desenho, uma caricatura, uma aplicação interativa que recorda factos ou pessoas, para assinalar efemérides ou fenómenos.