Encontros de Abril no Dia do Patrono

31 05 2010

No dia 29 de Abril comemora-se o Dia do Patrono da nossa escola – D. Pedro IV. Aproveitando ser um dia com interrupção das actividades lectivas, a BE/CRE promoveu um colóquio com o cartoonista José Ruy e com o coronel Otelo Saraiva de Carvalho. A abrir esta actividade, dois alunos proporcionaram aos presentes, entre estes a “Família Real”,  um belo momento de música e poesia.

José Ruy falou-nos de OSCAR, um dos seus últimos álbuns de BD sobre a queda do fascismo e a revolução do 25 de Abril. Ficámos a saber, entre outras curiosidades, que OSCAR é o anagrama de Otelo Saraiva de Carvalho, herói do livro. O livro de BD é a preto e branco enquanto relata a história passada antes do 25 de Abril e a BD só ganha cor após a Revolução dos Cravos.

O coronel Otelo Saraiva de Carvalho falou-nos entusiasticamente como surgiu a ideia do movimento dos capitães, do começo da revolução  e explicou-nos a razão da revolução de Abril ser também conhecida pela revolução dos cravos. Foi com entusiasmo que os alunos o ouviram tendo-se seguido um aceso debate, onde os intervenientes puderam falar com liberdade de opinião.

Seguidamente, a professora Ilda Féteira trouxe-nos Poesia de Abril e a Dra Marta Leite ofereceu, aos nossos convidados, o livro com o título “O 25 de abril visto por quem nunca o viu” e que é uma compilação de frases realizadas e ilustradas pelos alunos da D. Pedro IV. O livro tem composição gráfica da Dra Marta Leite, representante da Associação de Pais e Encarregados de Educação da nossa escola.

Vodpod videos no longer available.

Anúncios




Como Pinóquio aprendeu a ler

14 06 2009

Excelente texto da revista NOESIS de Janeiro /Março de 2007 sobre as questões da aprendizagem da leitura e de como nos  tornamos leitores, “postado” por RBE no seu blog.

“Na escola, Pinóquio aprendeu a ler, mas não se transformou num leitor. Isto porque, apesar de ter aprendido a descodificar o alfabeto, não aprendeu a ler em profundidade. O que faltaria a Pinóquio para aprender a ler de uma forma que lhe permitisse pensar? “

Foi esta a pergunta que o argentino Alberto Manguel, ensaísta, tradutor e editor, deixou, no fim da comunicação que proferiu no Seminário Internacional sobre Bibliotecas Escolares, organizado pela Fundação Calouste Gulbenkian, em Setembro de 2006.

Clicar na imagem para ler.

pinóquio





DIA DA CARREIRA

3 06 2009

carreiraA escolha de um curso é uma das decisões mais importantes e decisivas da tua vida!
Antes de decidires, testa-te a ti próprio sobre o que gostarias de fazer na vida, reflecte sobre os teus valores, interesses e capacidades. Lembra-te das coisas que na vida te proporcionaram experiências agradáveis ou das pessoas com quem contactaste até hoje e que mais admiras. Escreve  tudo isso  num papel e faz uma lista com as cinco profissões que mais te agradam – não fiques preso(a) a uma única opção. Procura informar-te convenientemente. O facto de desconheceres o que faz um químico, por exemplo, , não quer dizer que não gostes ou  que venhas a gostar de Química. Fala com o maior número possível de pessoas e questiona-os sobre as suas profissões. Na escolha do teu curso deves ponderar, por um lado, o teu interesse e vocação, e, por outro, o que pretendes fazer quando acabares os estudos: quais são as saídas profissionais; se queres trabalhar numa actividade de carácter científico, ou tecnológico, ou relacionada com a gestão, ou ainda ligada ao ensino. Segue, de preferência, o caminho que te abrir mais alternativas. Foi a pensar nestas dúvidas e incertezas que a BE/CRE lançou o desafio à psicóloga da escola Dr.ª Inês Vian para agendar o Dia da Carreira. Esta, prontamente, se comprometeu a contactar e convidar jovens profissionais de várias áreas, muitos deles ex-alunos da nossa escola, para te falarem  dos seus cursos e das suas profissões.   Estes contactos são essenciais para te ajudar a tomar decisões  quanto ao teu futuro.

Tu que és finalista de 9º ano não podes deixar de estar presente.

Aproveita! Participa!
No dia 8 de Junho, às 19H00, esperamos por ti na sala F09.





À CONVERSA COM A DR.ª IVA DELGADO

22 04 2008

No âmbito das comemorações do 25 de Abril, a BE/CRE em articulação com o Departamento de Ciências Sociais e Humanas, convidou a Dr.ª Iva Delgado, filha do “General sem Medo”, que, prontamente, se disponibilizou a partilhar com os nossos alunos algumas histórias, que tem recolhido nas suas muitas visitas a estabelecimentos de ensino e prisões, sobre os dramas vividos durante a ditadura salazarista.

‘Tenho imensas histórias para contar’ – disse.

E contou. Contou histórias dramáticas que falam da falta de liberdade de expressão, do medo que atormentava e calava as populações e da repressão exercida pela PIDE.

Para terminar a sua intervenção e antes de ouvir as questões que os alunos tinham para colocar, declamou um poema que Alexandre O’Neill dedicou ao General:

Perfilados de medo, agradecemos

o medo que nos salva da loucura

Decisão e coragem valem menos

e a vida sem viver é mais segura.

Aventureiros já sem aventura,

perfilados de medo combatemos

irónicos fantasmas à procura

de que não fomos, do que não seremos.


Perfilados de medo, sem mais voz,

o coração nos dentes oprimido

os loucos, os fantasmas somos nós.


Rebanho pelo medo perseguido,

já vivemos tão juntos e tão sós

que da vida perdemos o sentido…

Leia o resto deste artigo »





O Centenário do Regicídio

1 02 2008

regoregicidiocopy.jpg

Na BE/CRE decorreu uma exposição alusiva à data. Ao mesmo tempo, a BE/CRE convidou o jornalista Jorge Morais que veio à escola realizar um colóquio sobre o tema para os nossos alunos. A abrir o colóquio, um grupo de alunas do 9º A fez uma apresentação em powerpoint, orientados pela professora de História. Também outros professores do Departamento de Ciências Sociais e Humanas se associaram a esta iniciativa enriquecendo a actividade com outra exposição no pavilhão F.

dsc00866.jpg06.jpg





Dia Internacional das Bibliotecas Escolares-22 de Outubro

22 10 2007

No dia 22 de Outubro comemorou-se o Dia Internacional das Bibliotecas Escolares. Por este ser um dia tão importante para as comunidades escolares, também a nossa escola não ficou indiferente a tal data. Dado isto, o Departamento de Língua Portuguesa e a Biblioteca organizaram várias actividades para celebrar este dia, no qual a professora Lucena Pereira, já reformada, foi convidada a participar.

Durante a manhã, a professora Lucena Pereira, autora do hino da escola, deliciou-nos com textos da sua autoria. Também os alunos do 7ºA nos apresentaram alguns textos por eles criados.

Durante a tarde, o 7ºE e o 8ºE também nos contaram histórias por eles escritas, algumas das quais estão compiladas na colectânea “Setimozecas”.

Ao longo do dia, estas histórias lidas por uns, e contadas por outros, foram escutadas pelas turmas 6ºA, 6ºF, 5ºH, 6ºI e 7ºB, que revelaram muito interesse e participaram, activamente, nas mesmas.

Também os professores foram convidados a registar as suas mensagens sobre a leitura, em bonitas pétalas de papel, que formavam o logo das Bibliotecas e estava afixado no placard da sala de professores.