Estafetas da Leitura

31 10 2015

Para assinalar o sábios_como_camelosDia da Biblioteca Escolar em Portugal, organizámos uma Estafeta da Leitura. No dia 23 de outubro, às 13H00, na Biblioteca, a professora bibliotecária leu a um conjunto de 20 alunos, o texto “Sábios como camelos”, da autoria de José Eduardo Agualusa. No dia 26 de outubro, os 20 alunos a quem foi passado o testemunho, deram início à estafeta. Andaram de sala em sala, munidos com o testemunho da leitura e de livro na mão, de acordo com o circuito desenhado, a ler e a passar o testemunho a dois outros alunos de cada sala visitada. Estes, por sua vez, partiram a levar o testemunho a outras salas. E foi assim, durante toda a semana. Todas as turmas foram visitadas, de todas as turmas saíram leitores. Também a Sala dos Professores foi visitada, de manhã e à tarde, e também lá foi deixado o testemunho.

estafetas

Alguns dos estafetas

O lema era ler, dar a conhecer e deixar o testemunho para que outros lessem e o deixassem no dia seguinte. Nenhum elo da cadeia foi quebrado. 

Os alunos mostraram-se entusiasmados. Gostaram de ler e de ouvir ler. E isso foi o mais importante!

Um grande obrigado a todos os que se envolveram de forma mais ativa e a todos os docentes que nas suas salas receberam os estafetas e das suas salas deixaram partir os que estavam incumbidos de tão nobre missão.





Encontro com a escritora Lucena Pereira

16 10 2015

Procurando dar visibilidade à Biblioteca Escolar, promover e divulgar obras literárias e ainda aproximar os alunos da literatura e dos escritores, a Biblioteca Escolar convidou a escritora Lucena Pereira, professora aposentada desta escola, para um encontro com as turmas A do 7º ano e B do 8º.

Nos dias 13 e 15 de outubro aconteceram dois momentos de conversa, muito interessantes e cativantes, sobre os livros, a arte da escrita e sobre a sua mais recente obra “O monte do penedo azul”.

ó monte do penedo azul

Ouviram ler e falar sobre esta e outras obras da sua autoria, aconteceram momentos de poesia. E antes da despedida, a habitual entrevista: qual a fonte de inspiração, qual a 1ª obra, quando começou a escrever… e a pergunta O que é para si o sonho? E o convite para um workshop de poesia!

Obrigada Lucena!





Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

10 10 2015

Eis que chega outubro! E com ele o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, este ano com o slogan “A Biblioteca Escolar é super!”

A_BE_é_super

É tempo de abrir as portas e receber todas as turmas do 5º ano. É necessário mostrar-lhes como funciona a Biblioteca Escolar, como está organizada e desafiá-los para um Bibliopaper. E foi isso que aconteceu. De 5 a 9 de outubro, cumprindo o calendário, todas as turmas do 5º ano aprenderam a utilizar a Biblioteca de forma autónoma.

calendário_visita_BE





Dia Mundial do Animal

4 10 2015

Hoje, 4 de outubro, celebra-se o Dia Mundial do Animal, recordando o nascimento de S. Francisco, santo protetor dos animais.

Assinalamos este dia com este poema de Afonso Lopes Vieira, intitulado “São Francisco e o lobo Gubbio”

«Andava o povo, assustado,
a fazer a montariaS. Francisco e os animais
ao grande lobo esfaimado
que tanto mal lhe fazia.

Ele levava nos dentes
agudos e carniceiros,
os meninos inocentes
que são os alvos cordeiros.

E as pessoas assaltando,
vinha de noite, em segredo,
com seus olhos clamejando,
encher a gente de medo!

Ora, São  Francisco era
incapaz de querer mal
mesmo que fosse a uma fera,
até ao tigre real.

Tinha tão bom coração
que homens e bichos o amavam
e as andorinhas poisavam
na palma da sua mão…

E como ele desejava
que tudo vivesse em paz,
enquanto o povo caçava,
o Santo, o Poeta, que faz?

Procura o lobo cruel,
e tendo-o encontrado enfim,
chamou-o, foi para ele,
sorriu-lhe e falou assim:

“Ó lobo, muito mal fazes
em levar vida tão má!
Mas eu proponho-te as pazes,
e tudo esqueço… Ouve lá:

Eu sei porque fazes mal,
eu sei o que te consome:
tu és tão mau, afinal,
tu és mau – porque tens fome…

Pois bons amigos seremos,
para nosso e teu descanso;
e de comer te daremos
para poderes ser manso.

Promete que hás de mudar
de vida, neste momento:
e em sinal de juramento,
alevanta a pata ao ar
e põe-na na minha mão!”

Jurou o lobo. E cumpriu…
Depois, toda a gente o viu
tão mansinho como um cão.»

Afonso Lopes Vieira in Animais nossos Amigos.





O que a música faz ao nosso cérebro

1 10 2015

Este vídeo explica o complexo efeito da música sobre o nosso cérebro.