Prjeto Newton gostava de ler – Química em festa!

28 05 2013

No dia 28 de maio aconteceu, na BE, a sessão correspondente ao último módulo do Projeto Newton  gostava de ler dedicado à química e sugestivamente intitulada “Química em festa!”. O livro proposto “Sua Senhoria, A Fada”, de Bruno Santos, transportava-nos para um ambiente palaciano, onde se moviam reias, príncipes, princesas e fadas…

Na Biblioteca, num cenário marcado pela fachada interior do Palácio de Queluz e para os seus magníficos jardins, convidava a turma a um piquenique. Os balões de papel lembravam as festas populares, encantando miúdos e graúdos (os pais e encarregados de educação foram convidados para esta última sessão).

Lida a obra, os monitores do Centro de Ciência Viva de Sintra orientaram a parte experimental da sessão. A Biblioteca converteu-se num autêntico laboratório; fizeram-se experiências curiosas e fabulosas: água-de-colónia, ovos inteiros e crus sem casca, candeeiros de lava, chá e um bolo feito na caneca no micro-ondas. Cientistas, investigadores, cozinheiros, os alunos colaboraram e participaram ativamente nas diferentes experiências; no fim, comeram e saborearam o “bolo da caneca” a cuja confeção se entregaram de forma empenhada e compenetrada.

Sobre cada toalha estendida nos “jardins do Palácio”, os foguetes deram um ar festivo à atividade e animaram ainda mais o momento do lanche.

Click to play this Smilebox slideshow

O Projeto Newton chegou ao fim, mas os alunos querem mais no próximo ano letivo. As experiências realizadas e as obras lidas ficarão para sempre na memória de todos os que tiveram a sorte de participar nas sessões. Ao longo de cada um dos módulos, “aprendemos coisas da ciência que nos entusiasmaram e tornaram a Ciência fácil e sempre interessante; descobrimos livros fantásticos, divertidos e cativantes que nos motivaram para a leitura”.

Em nome da turma, a professora bibliotecária agradece à Fábrica Centro Ciência Viva da Universidade de Aveiro que concebeu o Projeto em particular à Filipa e à Marta que orientaram, dinamizaram todas as sessões de formação e nos incutiram o bichinho da ciência, ao Centro Ciência Viva e aos seus monitores e à Rede de Bibliotecas Escolares a divulgação e a promoção da CIÊNCIA e da cultura científica. As sessões encantaram miúdos e graúdos, desmistificaram a ciência e o conhecimento científico, propiciaram a construção participada e colaborativa do conhecimento, cuja componente lúdica se revelou uma mais-valia para o desenvolvimento das aprendizagens.

Newton gostava de ler e nós também!





2.ª Feira do Livro

26 05 2013

De 27 a 31 de maio realiza-se na Biblioteca da Escola a já tradicional Feira do Livro do mês de maio. Estão calendarizadas visitas à feira de todas as turmas da escola.
Antes de partires de férias, avia-te na feira. Leva, pelo menos, um livro na tua bagagem.
Põe as tuas leituras em dia!

Click to play this Smilebox slideshow

“Viajar pela leitura”
sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.

Experimente!
Assim, sem compromisso,
você vai me entender.
Mergulhe de cabeça
na imaginação!”
                                          Clarice Lispector

Leia o resto deste artigo »





Workshops na Biblioteca

23 05 2013

Durante a Semana do Artesanato, aconteceram dois workshops na Biblioteca. Os alunos que a frequentam e que mostraram interesse, participaram com entusiasmo, interesse e dedicação.

Com a professora Cristina Aurélio, aprenderam a arte de transformar as cápsulas da Nespresso em peças de bijuteria. Com a D. Isabel e a sua irmã, pegaram na agulha e no dedal e, usando o feltro como material, executaram porta-pens, porta-chaves e outros artigos, que no final guardaram ou ofereceram àqueles que trazem no coração.

Iniciativa a repetir!





Lições de MATEMÁTICA – Academia Khan

14 05 2013

khan_academy

 A Khan Academy é uma organização sem fins lucrativos cuja missão passa pela oferta de educação de alta qualidade a qualquer pessoa, em qualquer lugar, através de aulas em vídeo disponibilizados online e sem qualquer custo. Lançada em setembro de 2006, surge por iniciativa do educador e empreendedor Salman Khan, habitante de Boston, que decidiu dar explicações de Matemática aos seus primos que viviam em Nova Orleães. Para ultrapassar os 2200 km que os separavam, começou a produzir pequenos vídeos explicativos e muito acessíveis, sobre as matérias em que eles apresentavam mais dificuldades. Os primos gostaram e, mais tarde, Khan começou a colocar estes vídeos no YouTube. Muitas pessoas que “tropeçavam” nestes vídeos, enviaram-lhe comentários e cartas de vários locais de todo o mundo, o que o incentivou a prosseguir com esta atividade. Rapidamente, milhares de jovens começaram a visualizá-los e a partilhá-los, para aprender MATEMÁTICA e os vídeos de Salman Khan passaram a ser os explicadores de muitos jovens, na sua própria casa.

khan1

Atualmente, a Academia Khan desenvolve conteúdos (em língua inglesa) muito para além da Matemática: Economia, Ciências, História, Humanidades, Informática… Para o seu fundador, a Academia não é mais que um conjunto de vídeos explicativos que pretendem fornecer informação básica, acessível a todos, em qualquer ponto do globo (a free world-class education for anyone anywhere).

Aprender Matemática vai ser muito mais divertido e interativo, com os vídeos da Khan Academy que chegam agora a Portugal! O MEO kids lança em 1ª mão todos os vídeos de Matemática disponíveis para o 2º, 4º e 6º anos. A subtração, a divisão, os decimais, as percentagens e frações são algumas das matérias que agora também podes aprender na tua TV. Para ficares a saber tudo, agarra no teu comando MEO e carrega em:

banner

Menu > Kids > Aprender > Khan Academy

Os vídeos estão também online no site da Fundação Portugal Telecom em as lições de MATEMÁTICA da Academia Khan, do 1º ao 9º ano, adaptados e traduzidos em Português.

khan_pt





ArtWorkshop na Biblioteca

9 05 2013

Durante a Semana do Artesanato que decorreu de 1 a 8 de maio, aconteceram dois workshops na Biblioteca. Os alunos que a frequentam e que mostraram interesse, participaram com entusiasmo, interesse e dedicação.

Com a professora Cristina Aurélio, aprenderam a arte de transformar as cápsulas da Nespresso em peças de bijuteria. Com a D. Isabel e a sua irmã, pegaram na agulha e no dedal e, usando o feltro como material, executaram porta-pens, porta-chaves e outros artigos, que no final guardaram ou ofereceram àqueles que trazem no coração.

Iniciativa a repetir!

 





Concurso MOCS – VI edição

3 05 2013

Cartaz_MOCS_6_ª_edição

 

De 30 de maio a 14 de junho vai decorrer a VI edição do concurso de MOCS.

Informa-te na Biblioteca, consulta o Regulamento do Concurso e começa já a construir o teu MOC.

Habilita-te ao prémio!

 





Projeto Newton gostava de ler – Criar dunas

2 05 2013

14H00 – a turma F do 5.º ano compareceu em peso e a horas à atividade agendada – módulo VI do Projeto Newton, intitulada “Criar dunas”. O tom areia dominante, pretendia recriar um ambiente de deserto, crivado de dunas e pejado de areia, onde sobressaíam coleções – rosas do deserto, búzios, arafates, …

Click to play this Smilebox scrapbook

Como habitualmente, a professora bibliotecária iniciou a sessão com a leitura de alguns capítulos do livro Diógenes, da autoria de Pablo Albo, cuja personagem principal relatava a sua paixão pelo coleccionismo. Diógenes colecionava árvores, bóias, areia...

Seguiu-se a atividade experimental e científica da sessão: “criar dunas” era o desafio. Acompanhados e orientados pelos monitores do Centro de Ciência Viva de Sintra, os a turma organizada em dois grandes grupos, aprendeu como se formam as dunas, participaram na “construção de uma duna”, sopraram como se fossem vento e observaram areia de diferentes proveniências a uma lupa microscópica.
Que maravilha! Como são diferentes as areias do fundo do Mar Negro, da praia de Copacabana, da praia de Mira e do deserto do Saara. Como são diferentes em termos de tamanho, dimensão, formato, cor, brilho e materiais as areias observadas. Os cristais que as compõem são magníficos: cem vezes aumentados. Como é que a areia que o vento atira contra a nossa pele não há-de magoar!
No final da sessão, ante a agitação da turma, a professora Rosa Maria interveio e sentou todos os alunos numa grande roda; conversaram sobre as aprendizagens realizadas, sobre a cultura a dança tradicional das regiões tuaregues enquanto a professora Odete, de turbante na cabeça, e um aluno da turma surpreendiam e ofereciam aos presentes uma doce e saborosa areia que degustaram à saída.