Projeto “Newton gostava de ler”

28 10 2012

A cultura científica é cada vez mais reconhecida como uma condição para o desenvolvimento de uma cidadania ativa. Com o intuito de promover e divulgar a cultura científica, de fomentar o gosto pela leitura de livros de ciência e de possibilitar momentos de realização de pequenas actividades experimentais, a Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro, em articulação com a RBE e tendo como parceira a Biblioteca Escolar e o professor bibliotecário, desenvolverá um programa anual de atividades promotoras do ensino não formal como complemento do ensino formal.

              

é o desafio que a BECRE aceitou, quando se inscreveu no projeto Newton gostava de ler“.

A turma F do 5.º ano vai ter o privilégio de participar neste projeto, como turma referência.Porém, outras turmas poderão associar-se e assisitir à replicação das experiências previstas para cada um dos quatro módulos.

Aguardamos a marcação da sessão relativa do Módulo I.

Fica atento(a)!

Anúncios




Lê+

28 10 2012

LÊ +!





Teddy Bear / Urso de peluche

28 10 2012

Sabes por que razão o urso de peluche se chama Teddy Bear?

O ex-presidente dos Estados Unidos, Theodore Roosevelt – 26º presidente dos Estados Unidos, entre de 1901 a 1909 –  tinha a alcunha de Teddy. Este presidente tinha como hobby a caça.

Um dia, numa caçada, ao deparar-se com uma ursa ferida, com a sua cria, recusou-se a matá-la. Por esse motivo, os jornais publicaram, na altura, caricaturas do Teddy’s bear.

Mais tarde, essas caricaturas serviram de inspiração a Michtom, dono de uma loja de doces, para criação deste famoso brinquedo infantil. Ele colocou o ursinho de peluche, Teddy, ao lado do desenho que protagonizou os jornais de todo país e os sucessos foram tão grandes que Michtom acabou por encerrar a sua loja de doces e fundou a Toy Company, uma empresa de brinquedos, reconhecida mundialmente.

Os ursos de peluche são uma garantia de venda, já que são uma forma de demonstração de afeto, para além de desenvolverem um papel sócio educacional, podendo acompanhar as crianças, em qualquer momento do seu dia.

É costume os ursinhos de peluche terem uma expressão facial neutra para que, neles, a criança possa projetar o seu estado de ânimo e emoções, imaginando assim que o seu urso a escuta e partilha os seus sentimentos.

O  Museu do Urso de Peluche foifundado em 1984 na cidade de Petersfield, Hampshire na Inglaterra. Hoje há vários museus dedicados ao urso de peluche espalhados pelo mundo. Deixamos-te a ligação para o The Dorset Teddy Bear Museum em Londres.

(pesquisa gentilmente cedida pela Professora Raquel Alves Dias)





Campanha “Papel por alimentos”

26 10 2012

No âmbito do projeto “Educar para a Cidadania”, a turma B do 8.º ano está a dinamizar na escola a campanha “Papel por Alimentos” uma iniciativa do Banco Alimentar contra a Fome em parceria com a Quima, empresa de recolha e recuperação de desperdícios, que por cada tonelada de papel recolhido vai entregar o equivalente a 100 € em alimentos, indicados pela Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares. É uma campanha comcontornos ambientais e de solidariedade, por promover a recolha e reciclagem de papel usado e sem valor e a sua conversão em produtos alimentares.

A campanha tem também uma ambição de mudança de mentalidades e atitudes. Para o efeito, a Copidata produziu toalhetes de refeição, através dos quais pretende difundir a ideia de que é possível ser solidário se se tiver atenção à possibilidade de doar ou reciclar bens que, à primeira vista, parecem não ter valor (neste caso o papel). Para chegar a todos os alunos do Agrupamento de Escolas D. Pedro IV têm estado a ser colocados toalhetes de refeição nos tabuleiros dos refeitórios das escolas precisamente com esta mensagem.

A BECRE associou-se ao 8.ºB e disponibilizou já uma caixa para recolher o papel que quiseres trazer e deixa desde já um agradecimento solidário a todos os que a nós se juntarem. Mas, atenção nem todo o tipo de papel é aceite.

Traz apenas:  jornais/revistas, fotocopias, rascunhos, impressos (publicidade), envelopes.

Não tragas: cartão e papelão, papeis plastificados, papeis metalizados, papel vegetal, fotografias, fitas adesivas.

Vamos colaborar nesta campanha! Um pouco de cada um de nós dará muito a quem mais precisa!
Contribui! O teu papel é essencial na luta contra a fome!




Projeto “Educar para a cidadania” – 1.ª sessão

25 10 2012

Decorreu no dia 25 de outubro a 1.ª sessão deste projeto com as turmas da EB 2, 3 de D. Pedro IV.

Em sala de aula (7.º F e o 8.º B) ou reunidos na BECRE, os alunos do 5.º E e do 5.º J foram convidados a refletir sobre o significado do termo cidadania e sobre o que é ser cidadão. 

No exterior realizou-se depois o jogo  “Caça talentos”,  para uma abordagem pela positiva das relações pessoais e interpessoais, durante o qual, o grupo-turma foi convidado a descobrir duas qualidades e um talento de cada um dos seus elementos. De mãos dadas na caça de um novo talento, os alunos “caçados” correram atrás dos colegas pelo espaço de jogo, previamente circunscrito. Depois do desassossego de cada corrida, o grupo reuniu-se à volta da Marta e da professora Odete e apontava as qualidades e os talentos dos colegas “caçados”.

O desafio proposto: referir apenas o que de melhor há em cada um de nós e dizer não à maledicência.

Adeus Marta, até à próxima sessão (8 de novembro).





Projeto “Educar para a cidadania”

20 10 2012

Oito turmas do Agrupamento de Escolas D. Pedro IV (2.º A. 2.º B, 2.º C 3.º A, 5.º E, 5.º J 7.º F e 8.º B) estão inscritas no Projeto “Educar para a Cidadania” uma iniciativa do Banco Alimentar Contra a Fome, dirigida a crianças e jovens. As quatro turmas da EB 2,3 iniciaram já as atividades; as quatro turmas do 1.º ciclo vão iniciá-las no segundo período.

Objetivando deixar a semente da cidadania às gerações futuras, o Banco Alimentar propõe-se trabalhar neste projeto os valores: verdade, liberdade, tolerância, partilha, solidariedade, respeito pela dignidade do homem, direitos humanos, promoção da justiça, concórdia, participação e intervenção cívica e respeito pelo ambiente.

“VIVER É CONVIVER” é o tema que inspira o conteúdo dos três módulos do Projeto Educar para a Cidadania. As turmas do 1.º ciclo inscritas e o 7.º F irão participar no projeto durante três anos, para poderem desenvolver as atividades dos três módulos temáticos: 

Módulo1)     Viver é conviver: comigo e com os outros

Módulo 2)     Viver é conviver: em comunidade

Módulo 3)     Viver é conviver: no mundo.

Na EB 2, 3 de D. Pedro IV, as seis sessões decorrem até ao dia 6 de dezembro, na Biblioteca Escolar, parceira institucional do Banco Alimentar. As atividades práticas culminam numa visita de estudo ao armazém do Banco Alimentar nos meses de novembro e de dezembro. As sessões são dinamizadas pela Marta Braz do Banco Alimentar, coadjuvada pela professora bibliotecária, Odete Almeida. A metodologia a utilizar – jogos e dinâmicas de grupo adaptadas a cada faixa etária – têm por objetivos:

  • desenvolver atividades práticas e lúdicas que promovem experiências pessoais, interpessoais e, necessariamente, emocionais (abordagem experiencial);
  • dar mais ênfase à prática do que à teoria (“aprender fazendo”/jogando);
  • lançar interrogações mais do que oferecer definições;
  • promover um ciclo de reflexão – experiência – avaliação – ação;
  • fomentar o humor como ferramenta de comunicação;
  • estimular a criatividade e a imaginação.




Moby Dick – Doodle de homenagem

18 10 2012

A Google volta a homenagear hoje mais um escritor com um dos seus populares doodles, desta vez por ocasião do 161.º aniversário da publicação da  obra-prima de Herman Melville, Moby Dick. O livro traz o relato de um marinheiro letrado, Ishmael, sobre a última viagem de um navio baleeiro de Nantucket, o Pequod, que parte da costa leste dos Estados Unidos – com sua tripulação multiétnica – rumo ao Pacífico Sul, onde encontra o imenso cachalote branco que, no passado, arrancara a perna do vingativo capitão Ahab.