Pelo sonho é que vamos…n.º48

2 01 2011

Vamos comentar mais uma imagem? Esta é a primeira do ano de 2011 e aqui está para desafiar as vossas mentes e os vossos teclados…

Já sabem: nome, ano e turma, please!

Anúncios

Acções

Information

8 responses

2 01 2011
João Gonçalo Pereira,nº21,6ºE

A arte e a literatura duas culturas distintas mas todos fazando parte do quotidiano e criam ambas momentos mágicos e desenvolvem a imaginação. Saber fazer e pensar é também uma cultura.

2 01 2011
Antónia Rodrigues

A arte e a literatura são o barco para a imaginação…

4 01 2011
Sara Oliveira

Resolvi aproveitar esta linda imagem e apresentá-la aos meus alunos do 2º ano da EB1/JI de Massamá. Costumo fazer isto com capas de livros, antes de recorrer à história propriamente dita. Com esta imagem, vou tentar tirar o máximo partido e depois conto-vos. Obrigada pela ideias que propõem…

8 01 2011
REDSKIN

Ficamos à espera do resultado…
Marília

24 01 2011
Gabriela Henrique 8º D nº 10

Como se faz um barco de papel? Bem, podemos ter um jornal, uma folha, uma cartolina, lápis de cor, canetas, tesouras colas e inúmeros materiais para se fazer um barco, mas se não tivemos o conhecimento necessário para o fazer, esses inúmeros materiais não nos servirão para nada. Ao lermos um livro podemos construir o nosso próprio barco. O livro dá-nos acesso a esse conhecimento necessário para podermos construir um barco que dura em tempos difíceis. Para que quando a trovoada vier, esse barco não vá ao fundo, pois ele foi construído para resistir a tempos difíceis e para nos fazer pescar mais conhecimentos.
No barco da nossa vida, podemos lá adicionar tudo o que quisermos. Tanto pode ser coisas coisa boas, como coisas más, ou coisas boas e más. A única coisa que difere o barco um dos outros, é a sua resistência às tempestades da vida. Um barco que só tem coisas boas é um barco “sabetudo”, não precisa de saber mais nada, é muito forte e imponente o que implica que não cai com a tempestade nem precisa de alguém. Um barco constituído por coisas más, é um barco pobre coitado. Não sabe as maravilhas do oceano da vida, é um derrotado e mal amado, coitado desse barco! Um barco feito de coisas boas e más, é um barco sensível, sabe apreciar os bons momentos da vida como por exemplo o da leitura, sabe pedir ajuda quando preciso, é humilde e precisa de outros barcos para o ajudar a superar as dificuldades dessa vida de pesca no oceano da vida.
Se tivermos um livro, e não soubermos aprecia-lo, somos barcos feitas de coisas não muito boas. Se temos a capacidade de ler um livro e dizer que isto não serve para nada. somos barcos imponentes e sabetudo, mas que não tem a humildade de pedir ajuda à alguém. Se somos um barco feito de coisas boas e más, somos barcos sensíveis, prontos para ajudar e pedir ajuda, ler e oferecer o prazer da leitura, viver sensíveis a ajuda e pedintes por uma vez mais ler o mistério do oceano da vida.

25 01 2011
Catarina Correia

Com o saber das palavras e dos sonhos, a imaginação consegue levar-nos até a uma viagem de barco ao luar.

25 01 2011
Inês Ribeiro

No meio da beleza da natureza, encontramos a fantasia do mundo numa viagem de barco, num romance da noite.

29 01 2011
Catarina Coreia

Com o poder da imaginação e dos sonhos, conseguimos viajar pelo mundo até num barco de papel ao luar.
Porque a imaginação não tem limites.

Catarina Correia 7ºB Nº4

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: