Biblioteca Pública de Nova Iorque

21 08 2009

NYLA Biblioteca Pública de Nova Iorque (NYPL) é uma das principais bibliotecas do mundo. Possui mais de 50 milhões de volumes, dos quais mais de 20 milhões são livros. Fazem parte da sua valiosíssima colecção a Bíblia de Gutenberg, um manuscrito de 1493 que corresponde a uma carta de Cristóvão Colombo, a primeira edição dos manuscritos de Shakespeare, datada de 1623, e o primeiro livro inglês publicado na América em 1640 Bay Palm Book.

Foi inaugurada em 1911 e o edifício reproduz a arquitectura de um templo de estilo clássico. À entrada ostenta as estátuas em mármore de dois leões, carinhosamente chamados Patience e Fortitude (paciência e força).

Integra quatro grandes bibliotecas de investigação a “Humanities and Social Sciences Library“, a “The New York Public Library for the Performing Arts“, a “Schomburg Center for Research in Black Culture“, e a “Science, Industry and Business Library“, todas situadas no edifício principal, na 5th Avenue de Manhattan e ainda 87 bibliotecas (sendo uma delas exclusiva para invisuais e pessoas com deficiência) espalhadas por 3 distritos (Manhattan, Bronx, e Staten Island) da cidade . Possui cerca de 2,75 milhões de leitores registados, desenvolve mais de 28 mil actividades por ano, e nela trabalham mais de 3 mil funcionários. O seu website (www.nypl.org) que possui importantes colecções digitais (livros, jornais, imagens e fotografias) é acedido por mais de 27 milhões de pessoas por ano. A principal sala de leitura, a “Rose Reading Room” tem cerca de 100 metros de comprimento e 16 metros de altura.
Dentro da biblioteca, normalmente no Gottesman Hall podem apreciar-se exposições temporárias. É lugar de visita obrigatória a McGraw Rotunda, decorada com os murais de Edward Lanning, datados de 1940: o 1.º  representa Moisés e as Tábuas da Lei descendo do monte Sinai com os Dez Mandamentos; no 2.º  está caracterizado o Escriba Medieval, um monge-copista; no 3.º painel recorda Gutenberg a mostrar a prova da sua Bíblia a Adolfo Nassau, Elector of Mainz; o 4.º painel intitulado The Linotype-Mergenthaler and Whitelaw Reid em que este observa a pagina do 1.º jornal impresso com a nova máquina.

É também digna de ser visitada a sala Solomon que exibe várias pinturas e uma selecção de tesouros da biblioteca.


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: